Estudo: onde as estratégias de tecnologia das associações estão sendo bem-sucedidas?

Às vezes, tecnologia e associações são como colegas de quarto desajeitados – obviamente, eles precisam trabalhar juntos para manter as coisas funcionando, mas o relacionamento pode ficar um pouco acidentado ao longo do caminho.


Um novo relatório da Community Brands, empresa de software focada em associações, constata que, embora hoje em dia as coisas pareçam um pouco mais animadas para o setor de TI, ainda há muitos obstáculos no caminho para superar.

“O ritmo acelerado da inovação tecnológica representa um risco significativo para as organizações profissionais”, diz o Estudo Digital Evolution.“Se eles não acompanharem, as experiências de seus membros serão prejudicadas e o sucesso de sua organização pode estar em risco.”

Alguns pontos críticos destacados pelo relatório:

  • Os associados aprovam a tecnologia mais do que a equipe 

O relatório, que pesquisou 1.143 associados e 405 funcionários de associações, constatou que, enquanto 7 em cada 10 associados aprovavam as ofertas de tecnologiade sua associação profissional, apenas 38% dos funcionários pensavam o mesmo da tecnologia. Parte do motivo da disparidade pode ser porque profissionais associativos estejam procurando estar à frente no conhecimento sobre tecnologia.

  • Pontos de dor da tecnologia

No entanto, existem muitos lugares em que as associações precisam melhorar, e uma delas é a funcionalidade móvel – algo que teve a aprovação de apenas 34% dos associados e 16% dos membros da equipe. 

Embora as experiências sejam construídas principalmente para desktop, a maioria dos membros queria uma experiência móvel equivalente. Outro ponto problemático foi a tecnologia personalizada, que muitos associados já têm a expectativa de trabalhar ao longo de uma experiência mais ampla.

  • O fator de dados

Embora dados e análises sejam pontos de interesse principais, especialmente quando se trata da inteligência comercial mais profunda que pode ser extraída deles, o interesse crescente surge no momento em que dados e segurançasão considerações importantes para os membros.

“Os membros veem a privacidade e a segurança dos dados como uma das principais preocupações hoje e no futuro, mas atualmente há uma desconexão com os profissionais da associação que estão subestimando as preocupações dos membros”, disse a empresa em umcomunicado à imprensa.

  • A equipe está pronta?

Dois pontos críticos específicos para a equipe citada pelo estudo envolvem onde os departamentos de TI estão gastando seu tempo (em questões de retenção de membros, em vez de ideias) e se os profissionais se sentem preparados para enfrentar uma maré crescente de tecnologia (geralmente a resposta é não).

“Este estudo sugere que a maioria das associações profissionais continua a se sentir tecnologicamente despreparada para o futuro”, afirmou o relatório. “Em muitas áreas, eles não acreditam que suas ofertas de tecnologia sejam de alta qualidade. Dado que a tecnologia e a lealdade dos membros andam de mãos dadas, é hora de mudar essa tendência.”

Além disso, o relatório oferece quatro sugestões importantes para que as associações avancem, incluindo um foco no fechamento das lacunas no valor dos membros com a tecnologia:

1) Maior foco no celular;
2) Mais treinamento em análise de dados e inteligência de negócios;
3) Foco mais intenso na privacidade de dados, especialmente quando se trata de personalização;
4) Uma recomendação geral a ser preparada.

“Garanta que você tenha soluções tecnológicas que ofereçam suporte a uma excelente experiência móvel e permitam coletar, analisar e usar dados de membros para fornecer a experiência em tecnologia personalizada que os membros esperam – hoje e no futuro”, diz o relatório.

Acesse o estudo aqui. [conteúdo em inglês]

Adaptado do conteúdo original ASAE – American Society of Association Executives